Agrícola

02/04/2018 17:18 Agro Noticias

Região de MT finaliza colheira da soja

Mato Grosso fechou a semana passada com pouco mais de 94% da área plantada com soja, colhida. Das sete regiões produtoras do Estado, em apenas uma, no oeste, os trabalhos estão 100% finalizados. Ainda nessa semana, são esperadas as conclusões da colheita no médio norte, que até a semana passada tinha 99,83% de sua área colhida e no noroeste que estava com 99,42%.

O percentual apurado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) está abaixo do ritmo registrado em igual momento do ano passado, bem como na média dos últimos cinco anos, 97,20% e 95,03%, respectivamente. Nessa safra, a 2017/18, a área cultivada foi de 9,46 milhões de hectares, 0,59% maior que a superfície total do ciclo anterior.

O Imea divide a produção de soja em sete regiões – centro sul, médio norte, nordeste, noroeste, norte, oeste e sudeste – das quais, três seguem com atraso, apresentando ritmo aquém do apurado em igual momento do ano passado. O sudeste atingiu 92,07%, percentual 6,13 pontos percentuais (p.p) abaixo do apurado há um ano. O nordeste tem o maior atraso anual, -8,37 p.p., com os trabalhos chegando a 78,43% da área cultivada. Já no norte tem atraso de 0,71 p.p. com 96,89% da área colhida até a última sexta-feira.

Com a colheita na reta final, a produtividade da soja mato-grossense vai se firmando em volume pouco acima do que foi consolidado em igual momento do ano passado. O acréscimo anual é de 1,06%, com média de 55,98 sacas por hectare (SC/ha) contra 55,40 sc/ha da safra passada. Nessa média, a produção deve fechar acima do volume – que foi recorde no ano passado, 31,27 milhões de toneladas – para 31,78 milhões t, ganho anual de 1,66%, que se confirmado promove um novo recorde ao histórico mato-grossense.

Com a perda de ritmo da colheita na semana passada, Mato Grosso deixou de puxar os trabalhos no país, cedendo espaço para Mato Grosso do Sul, conforme acompanhamento da consultoria AgRural.

A colheita da safra 2017/18 de soja chegou a 65% da área cultivada no Brasil, no fim da semana passada. O número representa avanço de sete pontos percentuais em relação aos 58% de uma semana antes, atraso de três pontos na comparação com os 68% do ano passado e vantagem de três pontos sobre os 62% da média de cinco anos.

Com avanço de 12 pontos em uma semana, Mato Grosso do Sul tomou a dianteira entre os estados e agora tem 98% de sua área já colhida. Em seguida vêm Mato Grosso, com 96%, e Goiás, com 89%.

Até o último dia 22 de março, 99% da área destinada à segunda safra de milho estavam semeadas no Centro-Sul do Brasil, ante 92% na semana passada, 99% no ano passado e 96% na média de cinco anos. As plantadeiras ainda estão em campo somente em Minas Gerais (99% plantado), Mato Grosso do Sul (93%) e Goiás (99%). De um modo geral, as chuvas têm favorecido o desenvolvimento inicial e o começo da fase reprodutiva das lavouras.


Rádio Tucunaré

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Cadernos

Sobre

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo