Esportes

23/06/2016 00:00

Atletas, artistas e cidadãos comuns com a Tocha em MT

Atletas, celebridades, artistas e cidadãos comuns locais irão participar, em cinco cidades de Mato Grosso, do revezamento da Tocha Olímpica, que chega a Várzea Grande, no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, às 10 horas desta quinta-feira (23). Serão dois dias de passagem por Mato Grosso.

Entre os atletas, todos eles campeões e medalhistas que defendem a bandeira de Mato Grosso, está o judoca cuiabano David Moura, campeão em 2015 dos Jogos Pan-Americanos, ranqueado em 9º lugar no mundo.

Ele disse somente na hora vai conseguir medir a emoção. “Fico muito honrado de ser o último atleta a conduzir a Tocha em Mato Grosso e acender a pira, na Arena Pantanal, isso após receber o símbolo do meu pai, Fenelon Muller, que também foi judoca, na década de 70”, detalha o atleta.

David Moura ressalta que é muito difícil escolher essa vida de atleta morando em estados periféricos, como Mato Grosso, que não tem a infra-estrutura esportiva encontrada no Paraná e em São Paulo por exemplo.

“Meus pais me apoiaram, me incentivaram, têm condições financeiras e montaram uma estrutura de primeiro mundo para eu treinar. Paguei bons profissionais para virem treinar comigo, mas sei que esta não é a realidade de todo mundo, isso é raro”, comenta David Moura.

Diferentemente dele, a karateca Emilly Renata Leite, de 14 anos, que mora no bairro Construmat, em Várzea Grande, está sem patrocinador. Ela também fará o revezamento da Tocha e espera que, após este destaque, receba o apoio sonhado.

“Estou ansiosa, orgulhosa, minha mãe, meu pai vão estar lá, estamos felizes com o convite do Comitê Olímpico”, disse a menina. Ela foi convidada pela trajetória esportiva, apesar da pouca idade.

Emilly treina desde os 4 anos, no Rotary do Cristo Rei. Com 7 anos começou as competições infantis. Conquistou a Faixa Preta aos 13 anos, sendo a mais nova Faixa Preta feminina do Estado.

Ela é hexa campeã regional, hexa campeã estadual, bicampeã do Centro Oeste, vice-campeã mundial em Foz do Iguaçu/2014 e tetra campeã brasileira/2015.

O secretário adjunto de Esporte e Lazer de Mato Grosso, Pedro Luiz Sinohara, acredita realmente que a participação no revezamento da Tocha será importante não somente para atrair apoios, mas também para constar em currículo. Ele reconhece que a vida esportiva é difícil mas informa que o Estado tem um programa social, o Bolsa Atleta, para dar uma força aos que precisam e querem se profissionalizar.

O ator Sandro Lucose, intérprete vibrante, um dos principais nomes do teatro mato-grossense e que também tem reconhecimento fora do Estado, foi indicado por amigos e fãs. “Aceitei em respeito aos que gostam do meu trabalho, mas não participo de forma alienada. Estou antenado para situação política do país”, ressalta o artista, se referindo ao impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT), em trâmite no Congresso Nacional, e que repercutiu internacionalmente, inclusive de forma associada aos jogos, cogitando-se de que forma isso irá interferir na visitação de torcedores e outros aspectos do campeonato olímpico.

Segundo ele, no entanto, a expectativa é que o evento dê certo e que as questões políticas sejam resolvidas no dia a dia.

Já o estudante Lucas Bernardino, que também irá participar do revezamento, acredita que este será um momento histórico e inesquecível.

Pelo Facebook, ele informou qual trajeto irá fazer e convidou amigos e parentes a prestigiá-lo. “Gostaria muito, muito e muito de ver todos os meus amigos e familiares que vivem aqui em Cuiabá comigo neste momento histórico pra mim e para todos nós que somos cuiabanos e brasileiros”, postou o estudante, que é voluntário no revezamento da Tocha.


Rádio Tucunaré

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Cadernos

Sobre

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo