Estado

17/10/2017 16:58 GC Noticias

Organizadores pretendem acabar com a Exponop

Festa deverá dar lugar a uma feira do agronegócio, com outro formato, focada no fomento

Depois de 33 anos, a Exponop (Exposição Agroindustrial e Comercial de Sinop), deve enfim ser extinta. A feira, organizada pela Acrinorte (Associação dos Criadores do Norte de Mato Grosso), foi por anos um dos eventos mais importantes da região. Nos seus anos de ouro chegou a ter 10 dias de duração, atraindo pessoas de vários locais do país e mobilizando Sinop por completo. Bem diferente do que tem sido as últimas edições.

Quedas na presença de público – em especial depois da proibição expressa de realizar bingos – aumentos nos custos das atrações artísticas, sorteios e organização em si, levaram os membros da associação promotora reavaliar a real necessidade da festa. A ideia mais forte entre os associados da Acrinorte é que a Exponop não condiz mais com a função social da entidade.

Em suma, a Exponop é um fóssil vivo. A maioria das grandes exposições agropecuárias foi mudando o seu formato na última década, focando na difusão do segmento que representa e reduzindo o “circo”. Até o momento, a Exponop se manteve alheia a essa migração, que já ocorreu nos municípios vizinhos, de Lucas do Rio Verde e Sorriso.

Os sócios da Acrinorte já vem discutindo o assunto. Na última assembleia, sócios e diretores propuseram um novo olhar sobre o agronegócio. “Nós temos como função estatutária fomentar a produção de gado, hoje consorciada à agricultura. Há um entendimento mútuo de que essa função básica, a de fomento a pecuária, merece mais atenção, mais foco”, aponta o atual presidente da entidade Ólvide Galina.

Para o presidente o formato de feira mista não serve mais.  É caro e inviável. “Em todo o país as feiras mudaram devido ao comportamento das pessoas, a internet e outros fatores. Agora são segmentadas, por objetivos específicos. Nós resistimos até este ano de 2017 porque Sinop é polo regional e isso dava sustentação. Mas o crescimento da feira nos leva a uma cisão. As instituições parceiras poderão realizar eventos próprios, mais focados, assim como nós que pretendemos atender melhor ao agronegócio”, argumenta.

Em 2018, a Acrinorte pretende realizar uma nova feira, possivelmente diurna, em junho, seguindo as datas da Exponop, com palestras sobre novas tecnologias para o melhoramento dos rebanhos, máquinas, equipamentos, pesquisas e tendências para a agricultura. "Nós temos uma boa aceitação dessa mudança que é inevitável. Patrocinadores, expositores, investidores e parceiros como a EMBRAPA, tem se mostrado sensíveis e interessados no novo formato que ainda passa por estudos e isso nos anima", defende o Relações Públicas da Acrinorte, Invaldo Weiss.

Como a Exponop não é mais o único evento a trazer shows importantes para a cidade, a preocupação da Acrinorte em mobilizar grandes atrações já não é a mesma. A entidade deve enxugar a grade de shows e outros atrativos tradicionais, como o rodeio. Tais pontos serão melhor definidos nas próximas reuniões. 


Rádio Tucunaré

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Cadernos

Sobre

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo