Regionais

29/07/2016 00:00

Feminicídio: Já está atrás das grades, homem acusado de duplo assassinato em Tabaporã

Já está preso na cadeia pública de Porto dos Gaúchos, Antônio Aparecido da Silva, 45 anos de idade, acusado de duplo assassinato, vitimando Cleide Camporezi, 69 anos e sua filha Adriana Gonçalves Ferreira, 39 anos de idade. O crime foi por volta das 21h de quinta-feira (28) no município de Tabaporã.

Se utilizando de uma faca, ele alvejou as vítimas a facadas, atingindo a região do pescoço e peito.

Adriana foi morta degolada em sua cama. Cleide que estava na igreja foi morta na sequência, assim que chegou a casa. Os corpos foram encontrados pouco tempo depois pelo filho de Adriana de 18 anos, que tinha saído para comprar lanche.

Em entrevista a Rádio Tucunaré, Dr. Albertino Félix Junior, delegado de Polícia Judiciária Civil de Porto dos Gaúchos, disse que após o crime, Antônio que estava em sua residência, inclusive com a roupa suja de sangue, tentou fugir, mas acabou sendo preso pela Polícia Militar.

No local, investigadores da Polícia Judiciária Civil, colheram todas as provas. “Nós temos provas convincentes que ele é o autor desse bárbaro crime. Essas provas serão encaminhadas à Polícia Militar Técnica (POLITEC), de Juína”, frisou o delegado.

A informação é que minutos antes do crime, o acusado havia almoçado com a família e, a todo o momento enviava mensagens, tanto para a vítima e seu filho, dizendo que iria matar todos da casa.

A motivação do crime pode ter sido passional, devido o acusado não aceitar o término do relacionamento com a ex-namorada.

Adriana era funcionária do Fórum da Comarca de Tabaporã.

Antônio Aparecido da Silva, 45 anos de idade, responderá pelo crime feminicídio duplamente qualificado.


Rádio Tucunaré

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Cadernos

Sobre

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo