Regionais

28/01/2018 11:55 Radio Tucunaré

Laudo pericial constata que a causa morte de participante do Rally se deve a queda e não houve atropelamento

Laudo da necropsia realizado pela Politec de Juina na manhã desse domingo, 28, confirma que morte da participante Paula Aparecida de Souza, 36 anos, moradora de Tabaporã, do 1º Rally Unificado no dia 27, por volta das 16 horas próximo do entroncamento da MT 220.

Segundo o laudo, a causa morte foi a pancada na cabeça que Paula sofreu na hora da queda do caminhão e não houve atropelamento.

A reportagem da Rádio Tucunaré e sie Acesse Notícias obteve a informação, que na queda Paula bateu com o rosto no chão e deslocou a parte intracraniana, ou seja, com o impacto da queda Paula sofreu danos intracranianos graves vindo a óbito.

Segundo o Laudo pericial, não existe vestígios de que caminhão ou outro veiculo tenha atropelado, e apenas arranhões no rosto sem registro de fraturas.

A versão preliminar de que Paula havia sido atropelada está descartada, o que significa dizer que não existe envolvimento direto de terceiros na morte, porem a polícia civil vai investigar se houve ou não negligência no transporte, nas circunstâncias que Paula sofreu a queda, enfim, embora a cauda da morte não tenha sido diretamente provocada por um atropelamento, a polícia deve elucidar, porque Paula caiu.

O corpo de Paula foi transladado para Juína para exames de Necropsia e depois encaminhado a Juara para preparativos e encaminhado a Tabaporã para ser velada.


Rádio Tucunaré

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Cadernos

Sobre

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo