67% dos brasileiros concordam com aumento de impostos da bebida alcoolica

Fresh cocktails with ice, lemon, lime and fruits , generative artificial intelligence

De acordo com pesquisa Datafolha, seis em cada dez brasileiros concordam com a ideia de aumentar impostos e, consequentemente, o preço das bebidas alcoólicas como forma de reduzir o consumo e ajudar as pessoas a beber menos.

67 em cada 100 pessoas consideram que os preços atuais desses produtos são baratos.

Entre outros apontamentos do levantamento, que ouviu mil e um brasileiros com 18 anos ou mais, entre 8 de março e 11 de abril deste ano, está o apoio da maioria também a outras medidas preventivas.

66%, ou seja, duas em cada três pessoas, por exemplo, defendem o aumento da idade legal para beber, hoje fixada em 18 anos.

58%, praticamente 6 em cada 10, defendem a proibição de publicidade de bebidas alcoólicas na TV, rádio e redes sociais e 57% validam a ideia de reduzir o horário em que bebidas alcoólicas podem ser compradas e consumidas – regra que, atualmente, não existe no Brasil.

Há um projeto em tramitação no Congresso que regulamenta o imposto seletivo sobre bebidas alcoólicas na reforma tributária no Brasil. Ao menos 148 países no mundo já aplicam impostos especiais como forma de desincentivar o consumo.

Dados da Organização Mundial da Saúde indicam que o álcool está associado a mais de 3 milhões de mortes no mundo por ano. Segundo a entidade, não existem limites seguros para o consumo de bebidas alcoólicas.

Fonte: Repórter: Milena Abreu

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Rádio Tucunaré no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br

Usamos cookies em nosso site para fornecer uma experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com a utilização de TODOS os cookies. Leia nossa Política de Privacidade na íntegra.