Conheça os 05 projetos de pavimentação que ligarão Juara a Nova Monte Verde

Juara vem crescendo a olhos vistos com a chegada da lavoura como mais pilar econômico e a necessidade de estradas pavimentadas tem mobilizado o setor produtivo em busca de recursos, para interligar o município e escoar a produção.

Com a sinalização positiva do Governo do Estado em realizar parcerias com as Associações, os municípios tem colhido bons frutos dessa parceria.

Um desses movimentos em prol da pavimentação asfáltica ligando o município a outros, é para a estrada MT 338/417.

Em uma mudança significativa na abordagem dos projetos de asfaltamento em Mato Grosso, o governo de Mauro Mendes optou por um modelo, que coloca as Associações locais no controle de 100% do planejamento dos projetos. Anteriormente, o governo do estado contribuía com 50% do custo, e as associações também eram obrigadas a custear a outra metade.

Sob a nova diretriz, as Associações no Mato Grosso são responsáveis por elaborar projetos de asfaltamento em sua totalidade, sem qualquer contribuição financeira do governo estadual. Uma vez aprovados e licitados, o governo assume a execução completa da obra.

O produtor Rural Douglas Paes de Barros informou a Rádio Tucunaré, sobre o andamento dos projetos realizados, que visam pavimentar de Juara até nova Monte Verde (sentido Paranorte).

Ele conta que no Vale do Arinos, especificamente, cinco projetos de asfalto já foram elaborados.

1° Projeto: O primeiro, de Juara até Águas Claras, já foi aprovado pela SINFRA e agora aguarda atualização de valores para licitação.

2° Projeto: O projeto, ligando Águas Claras até a entrada para Juruena e Nova Monte Verde, também recebeu aprovação.

3° Projeto: Um terceiro projeto, abrangendo 20 quilômetros da estrada Beira Rio até a entrada do Banco da Terra, está em análise na SINFRA e deve ser aprovado nos próximos seis meses, conta ele.

4° Projeto: Adicionalmente, um quarto projeto conectará a MT-417 o Distrito de Paranorte e está em fase de protocolo.

5° Projeto: Também foi elaborado um projeto para um acesso até uma aldeia indígena de 10km, partindo do Distrito de Águas Claras. Este projeto é municipal já possui aprovação ambiental e aguarda apenas a aprovação da SINFRA, informou.

Segundo informações que obteve, Douglas revela que o financiamento será uma combinação de recursos estaduais e municipais, com a SINFRA contribuindo com até 80 ou 90% dos custos, enquanto a prefeitura de Juara e possivelmente os produtores locais financiarão o restante, explicou Douglas Barros.

Considerando que 2024 é um ano de eleições municipais, pode haver algum atraso nas licitações por questões legais, mas está muito próximo, ao contrário da longa espera de 11 anos, vivenciadas pela Associação da Rodovia do Jaú.

Essa mudança no modelo de financiamento e planejamento representa uma nova era para os projetos de infraestrutura em Mato Grosso, dando mais autonomia às Associações locais e acelerando o processo de melhoria das estradas na região.

Fonte: Rádio tucunaré e Acesse Notícias

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Rádio Tucunaré no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br

Usamos cookies em nosso site para fornecer uma experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com a utilização de TODOS os cookies. Leia nossa Política de Privacidade na íntegra.