Erro no sistema de Monitoramento Leva Patriota de Juara de Volta à Prisão, diz Advogada

Na tarde deste dia 1º de julho, a rádio Tucunaré entrevistou a advogada criminalista Sílvia Giraldelli, que relatou um caso delicado envolvendo um patriota morador de Juara, preso por manifestação política no dia 08 de janeiro de 2023, em Brasília.

O cidadão, que estava sob liberdade condicional com uso de tornozeleira eletrônica, foi novamente preso devido a uma falha técnica no equipamento. Desde outubro de 2023, a tornozeleira não estava funcionando, mas sem que ele soubesse, a justiça interpretou a ausência de sinais como uma tentativa de fuga.

Sílvia explicou que, não o bastante, esse homem, que é uma pessoa muito simples, com certa idade, recentemente, passou por uma cirurgia de emergência e teve que remover temporariamente a tornozeleira. Após a recuperação, o dispositivo foi recolocado, mas continuou a apresentar problemas.

Segundo Sílvia Giraldelli, na última sexta-feira, o mandado de prisão foi emitido pelo STF e cumprido pela Polícia Civil, levando o cidadão de volta à cadeia pública municipal. O motivo alegado para a prisão foi o descumprimento das medidas cautelares, especificamente porque a tornozeleira estava desativada desde o dia 7 de outubro de 2023.

A advogada destacou que a desativação do dispositivo não foi causada pela cirurgia de emergência, realizada no dia 02 de junho, quando o médico teve que remover a tornozeleira para salvar a vida do paciente. Após a cirurgia, no dia 05, a tornozeleira foi recolocada e reativada, mas os problemas no sistema de monitoramento persistiram, levando à nova prisão do cidadão.

Sílvia Giraldelli explicou ainda que, apesar de todos os esforços, a tornozeleira continuou a apresentar falhas.

O cidadão, um senhor evangélico com emprego fixo, acreditava que o dispositivo estava funcionando normalmente, pois o carregava regularmente e as luzes indicativas estavam acesas. Nunca recebeu nenhuma notificação sobre a desativação do equipamento. Diante dessa situação, a defesa já entrou com o pedido de liberdade, protocolado pelo Dr. Robson, e agora aguarda a apreciação do ministro para que ele possa ser liberado. Sílvia enfatizou que não houve má-fé por parte do cidadão, que sempre cumpriu suas obrigações.

Em meio a essa situação, uma boa notícia foi compartilhada durante a entrevista. Outro patriota conseguiu se livrar das medidas cautelares após assinar um Acordo de Não Persecução Penal (NPP). Sílvia celebrou a decisão como um alívio, afirmando que este tipo de acordo é a solução mais sábia para permitir que os acusados possam retomar suas vidas normais sem restrições.

A rádio Tucunaré continua acompanhando o desenrolar deste caso e reafirma seu compromisso de informar a comunidade de Juara sobre os acontecimentos que afetam a população.

Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Rádio Tucunaré no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br

Usamos cookies em nosso site para fornecer uma experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com a utilização de TODOS os cookies. Leia nossa Política de Privacidade na íntegra.