INDEA de Juara alerta sobre os prazos de comunicação de rebanho e evitar impedimentos de emissão de GTA

Desde o do dia 1º de maio, os produtores rurais de Mato Grosso devem atualizar o estoque de rebanho bovino junto ao Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT). Esse procedimento é obrigatório. Além do número de bois, os produtores rurais de outras espécies como búfalos, cabras, ovelhas, suínos, cavalos, jumentos, mulas, galinhas, abelhas e peixes também precisarão fazer a comunicação da quantidade de animais na sua propriedade junto ao Indea.

O veterinário do INDEA de Juara, Francisco Valtenio Sales, popular Chiquinho do INDEA, disse a reportagem a Rádio Tucunaré e site Acesse Notícias, a vacina contra a febre aftosa foi trocada pela vigilância ativa, o que significa que o veterinários do INDEA estarão visitando as propriedades com mais intensidade e a vigilância passiva, que o produtor faz, observando o seu rebanho e ao sinal de qualquer sintoma de doença, realize a informação ao órgão para que seja conferido e evite prejuízo a todos.

O veterinário Chiquinho considera a vigilância passiva muito mais importante, porque é o próprio produtor que está diariamente em contato com seus animais e pode evitar a retorno dessa doença ou de outras.

A curiosidade de muitos é entender como funcionarão as etapas de vacinação contra a febre aftosa a partir de agora e o veterinário explicou, que as vacinas continuarão sendo aplicadas para a questão da atualização do estoque dos animais, de todas as espécies de animais de produção existentes na propriedade, então a partir de hoje, os produtores podem prender esses animais, fazer a relação correta, e enviar para o INDEA,  pois a partir do dia 8 de Maio, ele não conseguirá retirar documento sanitários GTA para vender seu produto, caso não tenha feito a sua atualização cadastral.

Atualização para o produtor que já está cadastrado no sistema, do produtor via internet e os demais, que não estão cadastrados podem ir diretamente no órgão para obter a senha e fazer o acesso ao modulo do produtor na plataforma do INDEA e assim evitar filas.

Existem outras questões importantes que o INDEA está atento em relação a outras doenças como peste suína clássica, teste suína africana, influência aviária e que absorvem toda a atenção dos técnicos, que são doenças que não podem reaparecer, pois trazem grandes prejuízos, por isso o uso da internet no campo é cada vez mais importante, pois não existe mão de obra suficiente para atender um a um, a cada produtor que precisa ter acesso ao módulo da plataforma do INDEA e fazer as suas comunicações.

Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Rádio Tucunaré no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br

Usamos cookies em nosso site para fornecer uma experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com a utilização de TODOS os cookies. Leia nossa Política de Privacidade na íntegra.