Juara: Distrito de Águas Claras produz mais de 50 mil litros de leite. Produtor enaltece atuação do Secretário Rafael Semensato

No norte do estado de Mato Grosso, a atividade leiteira sempre foi um dos pilares da economia local. No entanto, produtores de leite da região do Vale do Arinos enfrentam uma série de dificuldades, que ameaçam a sustentabilidade dessa atividade.

Os desafios são diversos e incluem questões logísticas, custos de produção, falta de incentivos e infraestrutura inadequada.

A logística é um dos principais entraves para os produtores de leite em todo norte do Mato Grosso. A precariedade das estradas, dificulta o transporte do leite e dos insumos necessários à produção, como ração e medicamentos.

As longas distâncias resultam em atrasos e perdas, gerando prejuízos financeiros e comprometendo a qualidade do produto.

Os custos de produção também são um fator preocupante. O preço dos insumos, como ração e medicamentos, tem aumentado significativamente nos últimos anos, refletindo a inflação e a alta do dólar. Além disso, a falta de mão de obra qualificada e a rotatividade dos trabalhadores também contribuem para o aumento dos custos.

O produtor Edvaldo Dantas Lúcio, popular Cuna, é tesoureiro da associação de Águas Claras, em entrevista a Rádio Tucunaré e site Acesse Notícias, disse que o distrito de Águas Claras é uma das localidades que possui a bacia leiteira mais forte do município de Juara.

Cuna conta que, dentre as atividades rurais, o leite continua sendo a melhor opção, visto está com o preço oscilante para baixo.

No distrito de Águas Claras, de acordo com números cadastrados na associação dos produtores são 34 produtores, que produzem leite. A associação possui 06 resfriadores e os sócios entregam o leite na sede.

O litro do leite hoje está sendo vendido a R$ 1,96 e o produtor Edvaldo considera um valor baixo, mas considerando a economia do país atualmente, “dá para se virar, embora precise ser melhor”, disse.

Essa categoria é muito sofrida. O leite vai para o município de castanheira, após a falência do laticínio Multibom em Juara, com entrega de mais de 50 mil litros por mês” estimou o produtor.

O apoio do poder público é importante e nesse item, Cuna elogiou a atuação do secretário Rafael Semensato, classificando-o como sendo um dos melhores até hoje em Juara.

O Secretario de Agricultura de Juara Rafael Semensato, que é Engenheiro Agrônomo de formação, anunciou mais uma recente conquista, com mais 2 dois resfriadores e demais equipamentos em breve estarão sendo instalados em outros distritos.

Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Rádio Tucunaré no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br

Usamos cookies em nosso site para fornecer uma experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com a utilização de TODOS os cookies. Leia nossa Política de Privacidade na íntegra.