Um suspeito de participação no assassinato de homem encontrado morto na quinta-feira em Porto dos Gaúchos tem prisão preventiva decretada

Delegado Bruno Palmiro/ Foto: Porto Noticias

Um suspeito de envolvimento no assassinato de Cleiton Tarciso da Silva, 31 anos, cujo corpo foi encontrado nas proximidades do bairro conhecido como “Buracão”, teve sua prisão preventiva decretada pela justiça nesta sexta-feira (18), conforme revelou o Delegado Dr. Bruno Palmiro em uma entrevista exclusiva concedida ao Porto Notícias.

Cleiton Tarciso da Silva havia sido reportado como desaparecido por seus familiares na última terça-feira, dia 15. Com um histórico que incluiu o cumprimento de pena por homicídio de seu próprio irmão em 2011, bem como um atentado contra sua vida no final do ano passado, o desaparecimento dele já levantava suspeitas a Policia de que poderia ter sido assassinado. A mãe dele informou que na noite de terça ele saiu de casa dizendo que iria se encontrar com uma mulher e depois não deu mais notícias.

A equipe da Polícia Civil de Porto dos Gaúchos iniciou a investigação para encontrar Cleiton após receber o registro de desaparecimento. Com informações que apontavam para uma possível discussão ocorrida em uma rua próxima ao local onde o corpo foi descoberto, os investigadores realizaram uma busca minuciosa que resultou no achado do cadáver, que já estava em decomposição, indicando que o crime pode ter ocorrido no mesmo dia em que o desaparecimento dele foi informado.

Um jovem foi preso em flagrante no mesmo dia e confessou sua participação no homicídio. A justiça acatou o pedido de prisão preventiva, baseado nas acusações de assassinato e ocultação de cadáver.

“Conseguimos prender em flagrante um jovem que confessou a participação no homicídio, e pedimos a prisão preventiva dele por assassinato e ocultação de cadáver, que foi acatado pela justiça nesta sexta-feira”, informou o delegado Bruno Palmiro. O delegado também elogiou a dedicação e empenho da equipe da delegacia de Porto dos Gaúchos, que se empenharam na investigação tanto para a localização do cadáver de Cleiton quanto para a prisão do suspeito.

O delegado Bruno Palmiro ressaltou que as investigações estão em andamento para apurar se outras pessoas também estiveram envolvidas no assassinato de Cleiton.

Fonte: Porto Noticias

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Rádio Tucunaré no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br

Usamos cookies em nosso site para fornecer uma experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com a utilização de TODOS os cookies. Leia nossa Política de Privacidade na íntegra.