Mulher presa por homicidio em Porto dos Gaúchos fazia parte de organização criminosa

Assessoria | Polícia Civil-MT

Investigações que iniciaram em 2021 e têm como objetivo desarticular esquema criminoso contra crimes de lavagem de dinheiro, tráfico de drogas, roubos e furtos na região de fronteira, com ramificações em outras cidades do estado de Mato Grosso resultaram em prisão de 02 (duas) pessoas em Porto dos Gaúchos.

Segundo o delegado de Polícia Civil do município, Dr. Bruno Palmiro, uma mulher que já estava presa por crime de homicídio em Porto dos Gaúchos poderá ter sua pena aumentada, uma vez que foi descoberto através da Operação Cognato que ela faz parte dessas organizações criminosas.

Entre os alvos dos mandados estão 02 (dois) líderes da organização criminosa, e um deles controlava o tráfico de drogas em Cáceres, Nova Maringá, Porto dos Gaúchos e Nova Lacerda e o outro comandava a ação dos demais integrantes de dentro de uma penitenciária.

Ao todo foram cumpridos 38 mandados de prisão preventiva, 43 mandados de busca e apreensão e 18 bloqueios de bens e valores, nas cidades de Cáceres, Rio Branco, Salto do Céu, Várzea Grande, Cuiabá, Tangará da Serra, Sinop, Lucas do Rio Verde, Porto dos Gaúchos, Nova Maringá e Água Boa.

Em Porto dos Gaúchos somente duas pessoas foram presas por tráfico de drogas, e um mandado de busca contra outra pessoa foi feita, porém, nada foi constatado conforme disse o delegado, Dr. Bruno Palmiro.

A Operação Cognato foi desencadeada pela Polícia Civil de Porto dos Gaúchos através da Delegacia Especial de Fronteira, e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Regional Cáceres).

Fonte: Radio Tucunaré/ Acesse Noticias /Soan de Barros

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Rádio Tucunaré no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br

Usamos cookies em nosso site para fornecer uma experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com a utilização de TODOS os cookies. Leia nossa Política de Privacidade na íntegra.