Justiça de Porto dos Gaúchos nega habeas corpus para acusado de tentar matar rival em conveniência

A defesa de Carlos Daniel da Silva Oliveira de 23 anos entrou com pedido de habeas corpus para tentar tirar Carlos da cadeia, mas a Justiça da Comarca de Porto dos Gaúchos negou o pedido, e Carlos Daniel permanece recolhido na Cadeia Pública do município.

Diante disso, o advogado de defesa do acusado ingressou com outro pedido de habeas corpus, no Tribunal de Justiça de Mato Grosso, onde espera a nova decisão da justiça.

Por outro lado, a vítima, Junior Reolon Neves de 21 anos que ficou hospitalizado por vários dias no Hospital Municipal de Juara, já ganhou alta e foi para casa.

O crime que ocasionou nessa tentativa de homicídio ocorreu na noite do dia 15 de julho de 2023, em uma conveniência no município de Porto dos Gaúchos, quando Carlos Daniel da Silva Oliveira chegou armado com um revolver e efetuou disparos contra Junior Reolon Neves que estava na companhia da namorada.

No momento do episódio, vários clientes estavam no local e ficaram chocados com a cena.

Segundo apurado pelo inquérito policial, tudo teria começado após um desentendimento que ocorreu em uma festa na Comunidade São João, a 54 km da zona urbana da cidade.

Segundo depoimento de Carlos Daniel da Silva, ele não tinha intenção de matar o rival, mas sim de dar um susto, porque de acordo com ele, Junior Reolon já havia efetuado disparos de arma de fogo em sua residência.

Após isso, houve trocas de mensagens por aplicativo de celular, até originar nessa tentativa de homicídio suprema mencionada nessa matéria.

Fonte: Redação/acessenoticias/radiotucunare

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Rádio Tucunaré no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br

Usamos cookies em nosso site para fornecer uma experiência mais relevante, lembrando suas preferências e visitas repetidas. Ao clicar em “Aceitar”, você concorda com a utilização de TODOS os cookies. Leia nossa Política de Privacidade na íntegra.